Depois que for não volte me chamando de sua.

E por mais uma vez você escolheu ir.
Levando um pedacinho do meu eu.
Podia ter feito diferente.
Ter olhado nos meus olhos,
Ter suspirado,
Ter insistido no que era pra ser
Na gente,
No que tínhamos,
No que temos.
E agora…
Agora tenho a sensação de que tenho o mundo inteiro dentro de mim.
A sensação de que preciso suportar tudo que nele há.
Não queria te ver ir mais uma vez
Pra depois te ver voltar.
Ou não…
Porque sinto que dessa vez,
Pelo menos dessa vez,
Você foi e não volta mais.
Não do jeito que gostaria que voltasse.
A gente erra esperando a hora certa e esquece que a hora certa é exatamente aquela que estamos vivendo.
Se de tudo que eu disse ou te fiz de bom, ainda sobrou uma vírgula, uma boa ação, repense na possibilidade de voltar a ser…
Ser meu ombro,
Meu aconchego,
Minha força…
Me deixe ser…
Somente ser…
Ser sua!

Autoria Danielle Lira

O outono que não voltará

Somos levados a todo instante por uma bola gigante de neve, cheia de sentimentos, acontecimentos, arrependimentos, despedidas. A cada sentimento pensado uma lágrima é derramada. A cada arrependimento, a má sorte de não ter aproveitado enquanto pode! A cada acontecimento lembrado, a saudade do que valeu a pena cada segundo vivido! A vida é incerta, a saudade é dolorosa. As despedidas são árduas. Na verdade era um dia lindo, para despedidas, mas a saudade já gritava, mesmo os corpos estando juntos, por um espaço de tempo! A despedida havia acontecido por diversas vezes, mas, ainda não era a hora dela ser concretizada. Continuou vivendo os dias intensamente, na certeza do amanhã, tudo ainda permanecer intacto, vivo. Mas alí realmente foi a despedida. A despedida de momentos intensos, de um outono onde as folhas caiam no quintal, mas o começo de corações partidos. Os dias tinham se tornado longos, a dor sufocava cada dia um pouquinho mais e a saudade gritava, mesmo antes de partir. Talvez o sufocamento viesse da rejeição, do desconhecimento de duas pessoas, que um dia estiveram juntas, mas que precisavam ser separadas.

Autoria: Danielle Lira.

Conhecidos, desconhecidos

Se foi e nem disse adeus.
O tempo não foi o melhor amigo.
Dois conhecidos, desconhecidos.
Dois olhares brilhantes, sem brilhos.
Ele e ela, conhecidos.
Desconhecidos.
Dois abraços em um, que se tornou nenhum.
Guerrinhas de almofadas, chegadas ao fim.
O medo dos beijos em secreto,
Serem descobertos.
A pergunta sempre feita:
“Quando eu partir, o que vai restar, a saudade?”
A resposta sempre a mesma:
“Muita saudade” (e a saliva engolida a seco).
Os dias passavam, tudo parecia continuar cheio de saudade, cheio de alegria, vontade de tá junto, mesmo estando longe. Era domingo, madrugada fria, quando você decidiu renascer e esquecer tudo, largar tudo, sem nem um adeus, sem nem uma despedida.
(…)
💕
Autoria: Danielle Lira

Saudade, suspiro saudade…

Hoje bateu saudade, sabe? Saudade do teu sorriso, meio “desconfigurado” Saudade do teu olhar, meio sem jeito, Saudade do teu abraço aconchegante, Saudade do teu perfume. Saudade das palavras bonitas que dissera… Saudade até das vezes que me ignorou. Saudade dos olhares trocados. Saudade da noite que na minha janela vieste. Ah, que saudade! É uma pena que tudo tenha que permanecer assim, vazio, cheio de saudade, Mas que sorte, ainda restou a saudade!

Autoria: Danielle Lira

Nocaute 

Poderia começar dizendo que eu sinto muito, mas na verdade não sinto nada. Algum dia deve ter existido algo aqui. Talvez tenha existido amor, mas não tenho certeza… Se existia acho que você levou junto quando se foi naquela tarde nublada de domingo, ou era uma noite chuvosa de sábado? Já não me recordo, talvez nem estivesse chovendo, muito menos nublado. Acho que a chuva era dentro de mim… Depois disso houve vários dias de chuva e muitos dias nublados. Não me refiro ao tempo mas aos sentimentos confusos e bagunçados que faziam uma tempestade em mim. Por vezes olhei para trás, esperando sua volta, mas não havia nada alí. Afinal, o que eu estava esperando mesmo? O caos que havia aqui se foi, junto com ele as lembranças de você, e o que há aqui agora é uma imensa calmaria de amor que nunca existiu. 

Quero dizer…

Eu quero te dizer que sinceramente eu não vou te esquecer e sei que você não vai me esquecer também. Eu quero te pedir desculpa por te dizer várias vezes que acabou quando você me ligava pra tentar resolver e ficarmos de boa. Quero te pedir desculpa por te dizer várias vezes que acabou quando você aparecia com um sorriso no rosto e eu fria só dizia que acabou. Estarei sempre com você, só que agora sem fotografias, sem compartilhar sorrisos juntos, sem música, sem te ligar a qualquer hora pra saber aonde estava. Eu quero te dizer que não guardo ódio de ti, e que parei de dar você e nossa história como exemplo de tragédia amorosa. Só quero saber se você está bem, se continua passando horas jogando vídeo game, na academia…Quero te pedir pra deixar pra trás o que passou e pedir pra colocar um fim, e te dizer mais uma vez que amor não se acaba e que apesar da distância somos exemplos disso.

Eu quero…

Eu quero te dizer que sinceramente eu não vou te esquecer e sei que você não vai me esquecer também. Eu quero te pedir desculpa por te dizer várias vezes que acabou quando você me ligava pra tentar resolver e ficarmos de boa. Quero te pedir desculpa por te dizer várias vezes que acabou quando você aparecia com um sorriso no rosto e eu fria só dizia que acabou. Estarei sempre com você, só que agora sem fotografias, sem compartilhar sorrisos juntos, sem música, sem te ligar a qualquer hora pra saber aonde estava. Eu quero te dizer que não guardo ódio de ti, e que parei de dar você e nossa história como exemplo de tragédia amorosa. Só quero saber se você está bem, se continua passando horas jogando vídeo game, na academia…Quero te pedir pra deixar pra trás o que passou e pedir pra colocar um fim, e te dizer mais uma vez que amor não se acaba e que apesar da distância somos exemplos disso.

REDE SOCIAL QUE TE PAGA: TSU

Oi meus amores tudo bom? O post de hoje é bem diferente do que vocês estão acostumados mas, cá estou pra falar pra vocês sobre ele! Então vamos lá?

Quem não já tá cansando de usar redes sociais, e nunca ter lucro não é mesmo? Pois bem, acredito que muita gente assim como eu, queria uma rede social onde não houvessem lucros em cima de nós, usuários! E venho apresentar pra vocês o TSU (se fala “SU”). A intenção do Tsu é pagar o usuário pelo conteúdo que ele cria, como se ele recebesse dinheiro de direitos autorais por isso. Quanto maior o alcance, maior a grana. Segundo consta no FAQ, somente 10% dos lucros ficam com o Tsu; 90% são repassados aos usuários. Mas, tem um porém, pra conseguir um convite, não tem fila de espera nem nada: basta utilizar um shortcode de alguém que já esteja cadastrado. O shortcode nada mais é que um link de referência para o perfil de cada um: tsu.co/nomedeusuário. ( deixarei o meu mais abaixo pra quem quiser entrar na rede, com o meu convite). 

Não é difícil achar uma variação do famoso “sdv”, ou “sigo de volta”, por lá: é meio que um contrato social no qual todo mundo curte e compartilha todo mundo e, no fim, todo mundo ganha. 

A Dani, mas como vou receber meu dinheiro? “Depois que você conseguir 100 dólares, você pode transferir esse dinheiro pra sua conta, e utilizar da forma que quiser!” 

Essa é uma foto de quanto eu tenho até hoje na minha conta no TSU:  é só vocês pegar o valor do dia de vocês, e multiplicar pelo valor do dólar que saberão em reais quanto vocês têm acumulando já!

 
Então é isso meus amores, espero que tenham gostado do post de hoje! E se vocês quiserem ingressar na rede é ir juntando alguns dólares, tá aqui o meu link de convite pra vocês! 

http://tsu.co/danilira

Se tiverem dúvidas, deixem um comentário que responderei a todos, okay?

Um super beijo e até a próxima! ❤️😘😘

Doce Liberdade

Ela, que já fez questão de ter alguém do lado, parou de implorar continuidade. Entendeu que importância e atenção não se impõe, que consideração é algo raro, e por isso, não se cobra a ninguém. Tem aquela hora que, finalmente, a ficha cai e percebemos que desinteresse é normal. Ninguém é obrigado a permanecer na nossa vida só porque você ama-a(o) muito. Pare de prolongar conversas só pra sair do tédio. Prefira o tédio rotineiro do que mendigar atenção de quem quer que seja. Sabe lá, perde o interesse. Entenda que quem quer ficar, fica, não precisa ficar pedindo. Quem quer ficar, faz um esforcinho pra ver a gente bem. Quem não quer, lamento! Mas, tem tanta gente no mundo querendo, de alguma forma, está perto da gente. Vai, abre esse coração aí, deixa de prender, por carência, quem não quer ficar. Entenda que amor não é sinônimo de continuidade.

Danielle Lira

O lado que você nunca conheceu

Precisava admitir, que era muito irônica, e grossa. As vezes, um pouco meiga, de vez em quando. Gostava do seu lado apaixonada, mas quase nunca aparecia. E seu lado safado assustava. Protetora e ciumenta ao extremo. Tinha um gênio difícil e um temperamento forte. As vezes barraqueira, outras, calma até demais. Dura como uma pedra e frágil como um vidro. Um poço de orgulho, e mais conhecida como a rainha do drama, essa era ela. E sabe o que mais assustava? Ainda tinha gente que gostava!